64

Reservatório da Mãe d'Água das Amoreiras

Carlos Mardel, Séc XVIII

Museu da Água - EPAL

Visitas Livres

Visita ao espaço sem acompanhamento, dentro do horário estipulado.

Visitas Acompanhadas

Visita ao espaço orientada pela equipa de voluntários Open House.

Open House Júnior

Trazer Água à Cidade! →

Máximo 25 pessoas por visita

Visitas sem marcação; por ordem de chegada

Permitido fotografar

Descrição

Projectado em 1746 e terminado em 1834, o reservatório da Mãe d’Água das Amoreiras serviu para recolher e distribuir a água aduzida pelo Aqueduto das Águas Livres. Com a capacidade de 5.500 m3, tem 7,5 metros de profundidade. Trata-se de um espaço abobadado de grande beleza que, na sua cobertura, possui um terraço com uma vista deslumbrante sobre Lisboa. Concluído após a morte de Carlos Mardel, é uma verdadeira “catedral da água” que ultrapassa a sua função, dando à cidade um dos seus mais iconográficos monumentos históricos

Localização

Praça das Amoreiras, 10

Direções: Google Maps / Apple Maps

Transportes Públicos

Autocarro: 706, 720, 727, 738, 758, 773, 774

Metro: Rato (Linha Amarela)