MENU
PTEN
Trienal de Arquitectura de Lisboa

José Mateus representa a Trienal no Arquitecturas Cruzadas

Horário
14:30 - 19:30
Local
Palácio Foz
Preço
Livre
Participantes
Ana Tostões, Álvaro Domingues, José Baganha, José Mateus, Paula Melâneo, Francisco Adão da Fonseca
José Mateus, presidente da Trienal, participa no Arquitecturas Cruzadas, que decorre a 20 de Março de 2019, no Palácio Foz, em Lisboa. O encontro promovido pela Fundação Serra Henriques, importante parceiro institucional da Trienal, reúne vários especialistas a pretexto da apresentação de quatro livros de Arquitectura e Urbanismo.


O Arquitecturas Cruzadas dá continuidade a um desígnio de valorização do território e do património cultural, promovendo as boas práticas e a compreensão do ambiente construído. Com o objectivo de contribuir para a formação da consciência crítica, junta José Mateus, em representação da Trienal, a onze especialistas, entre os quais Ana Tostões, Álvaro Domingues ou José Baganha. Um debate alargado e informal, com dois painéis de convidados e moderação de Paula Melâneo e Francisco Adão da Fonseca.

As Conversas Cruzadas decorrem no âmbito da apresentação de quatro livros: Isto é Arquitectura Moderna; Viagem ao Invisível; Um Projecto de Futuro para a Beirã, Marvão; e Retractos do Ensino da Arquitectura em Portugal. Estas publicações tratam-se, respectivamente, de uma retrospectiva representativa da arquitectura moderna em Portugal, debruçando-se sobre 10 das suas obras mais emblemáticas; de uma análise às actividades de revitalização, conservação e reabilitação do património, reunindo 15 casos de boas práticas; de um resumo de trabalho académico orientado para a valorização e reabilitação de arquitectura tradicional, reunindo projectos de estudantes de arquitectura; e de uma reflexão sobre o ensino da arquitectura, através de uma síntese dos últimos oito anos do prémio académico Archiprix.

Estas Conversas e Arquitecturas cruzadas constituem a oportunidade ideal para nos cruzarmos a dia 20, entre as 14h30 e as 19h30, no incrível cenário constituído pelo Palácio Foz (Praça dos Restauradores, Lisboa).