MENU
PTEN
Trienal de Arquitectura de Lisboa

Do Lado do Campo agora em Marselha

Data
10 FEV 2023 - 21 MAI 2023
Local
Friche Belle de Mai
Participantes
Sébastien Marot

O périplo europeu desta exposição com curadoria de Sébastien Marot segue e soma mais uma paragem, desta vez em Marselha. Sob o título Prendre la Clé des Champs, Do Lado Campo está agora no Friche Belle de Mai (uma antiga fábrica de tabaco reconvertida num centro cultural), numa organização que junta a Cité de l’agriculture e o Bureau des guides GR2013. 

Composta por um rol historiográfico de 32 mapas, uma bússola reflexiva, um grande friso cronológico e uma série de vídeos, conta a história da relação entre arquitectura e agricultura através da transformação da paisagem e do território está aberta ao público entre 10 de Fevereiro e 21 de Maio de 2023.

Sébastien Marot sublinha que «esta exposição explora a ligação entre agricultura e arquitectura, duas práticas de domesticação complementares que surgiram há cerca de 10.000 anos durante a Revolução Neolítica. Tomando nota do actual impasse ambiental, a premissa é a de que nenhuma reflexão sensata sobre o futuro destas duas disciplinas pode ser desenvolvida se ambas não forem reconectadas e fundamentalmente repensadas em conjunto uma com a outra.»

A inauguração serve também de ocasião para o lançamento do livro Comment s’orienter? Permaculture et descente énergétique [Como encontrar um caminho? Permacultura e redução energética] do australiano David Holmgren, editado pela Wildproject e com preâmbulo de Marot. Holmgren, considerado o pai da permacultura, foi um dos valiosos contributos das Talk, Talk, Talk de 2019 (ver aqui). 

A bem-sucedida itinerância de Do Lado do Campo, uma co-produção entre a Trienal de Arquitectura de Lisboa e o CCB – Garagem Sul, conta já com a passagem por quatro cidades de três países europeus. Pela pertinência das temáticas que aborda, é com muito agrado que vemos estas apresentações ampliam o corpo de conhecimento acumulado durante três anos de pesquisa em estreita colaboração com a EPFL para a Trienal 2019.


Imagem © Hugo David