Saltar para o conteúdo principal
Trienal de Arquitectura de Lisboa
© Gonçalo Lopes e José Manuel Costa
© Gonçalo Lopes e José Manuel Costa
© Gonçalos Lopes e José Manuel Costa

Bairro Grandela

  • Autores Originais:
  • Vários autores
  • (1910)

  • Intervenções:
  • Rui Pimentel
  • (1993)

Ocupação prevista: BaixaOcupação prevista: Baixa

Num período de significativo aumento de população e ausência de proporcionais garantias de saúde pública, infra-estruturação e habitação, Francisco Grandela mandou construir em 1902 — perto da sua fábrica e à imagem do sucedido com outros industriais do século XX — um bairro exclusivo para operários e encarregados. Classificado como imóvel de interesse público, o conjunto localizado entre a Ribeira de Alcântara e a Estrada de Benfica é composto por duas tipologias: apartamento em piso térreo ou primeiro piso com acesso por escada exterior; e moradia unifamiliar. Na fachada principal, os dois quarteirões são rematados por edifícios autónomos, cuja escala e inspiração na arquitectura clássica contrastam com a simplicidade da zona residencial. Originalmente, foram creche e escola primária. Hoje, são equipamentos públicos, Biblioteca-Museu República e Resistência e Casa da Cidadania.

Morada
Estrada de Benfica, 419
Obter Direcções

Transportes Públicos
Autocarro: 716,746,754,758,768
Metro: Alto dos Moinhos

Tipologia
Comércio e Serviços

Fotografia
Permitido fotografar

Sábado 10h–18h (Visitas Livres)

Por voluntário
Cada 30 minutos

Por especialista
15h por Ernesto Jana

Acessíveis
Sábado
11h30 - Pessoas cegas ou com baixa visão
11h30 - Pessoas com deficiência intelectual

Lotação
20 pessoas

Favoritos
Animação de Carregamento