Saltar para o conteúdo principal
Trienal de Arquitectura de Lisboa
© Casa da Cerca
© Casa da Cerca

Casa da Cerca - Centro de Arte Contemporânea

  • Intervenções:
  • Vasco Lopes
  • (1993 (reab.))

Antiga quinta de recreio setecentista foi convertida em centro de arte contemporânea em 1993, debruçando-se sobre o Tejo, no cimo da Arriba que o sobranceia, dispondo de um dos mais belos sistemas de vistas sobre Lisboa. A Casa da Cerca insere-se na linha das tradicionais quintas de recreio, revelando-se o maior e mais característico exemplar de arquitectura civil setecentista da cidade, através de uma planta em U de fachadas simples e lineares. Julga-se que o seu nome esteja associado à proximidade a uma das cercas da zona mais antiga de Almada, responsável pela defesa da vila desde a Idade Média. O jardim botânico é inaugurado em 2001, tomando como referência a linguagem típica das quintas de recreio, fruto da sua antiga ocupação. Na estufa e hortas crescem plantas cujos frutos originam os materiais usados nas artes plásticas, aproximando o museu ao jardim, numa perfeita simbiose entre natureza, ciência e arte.

Morada
Rua da Cerca, Almada
Obter Direcções

Transportes Públicos
Autocarro: 101
Metro: Cacilhas (barco)

Tipologia
Equipamentos

Fotografia
Permitido fotografar

Sábado e Domingo, 10h-19h (Visitas Livres)

Lotação
100

Favoritos
Animação de Carregamento