Saltar para o conteúdo principal
Trienal de Arquitectura de Lisboa

Conjunto Habitacional Cinco Dedos

  • Autores Originais:
  • Vítor Figueiredo
  • (1975)

O plano de Chelas (1965) tem a expectativa de resolução dos problemas detectados no plano dos Olivais, procurando criar zonas lineares de vida urbana intensa estabelecendo um maior paralelismo entre estas zonas e a habitação. A habitação colectiva Cinco Dedos não cede à imagem banal dos blocos perpendiculares às vias, característicos do urbanismo baseado na Carta de Atenas. O conjunto é composto pela repetição em leque de um edifício alto e estreito, de nove pisos, de acessos por galerias, formando os “cinco dedos”. Vitor Figueiredo defende a ideia de que “toda a habitação é social” e, talvez seja este o motivo para a monumentalidade que propõe, que funciona como forma de dignificar o programa destinado a populações em processo de realojamento. Os blocos são colocados seguindo a topografia do terreno, mas a sua repetição acentua a unidade formal e desenha um espaço comum resultante da organização radial, procurando dotar o conjunto de vida urbana comum. A partir da galeria, existe, na entrada de cada apartamento, um espaço recolhido de modo a privatizar os espaços do habitar.

Morada
Rua Adães Bermudes, Lote 252
Obter Direcções

Transportes Públicos
Autocarro: 32B, 755, 794
Metro: Chelas

Tipologia
Habitação

Fotografia
Não é permitido fotografar

Favoritos
Animação de Carregamento