Saltar para o conteúdo principal
Trienal de Arquitectura de Lisboa
© Pedro Sadio
© Pedro Sadio
© Alexandre Salgueiro
© Alexandre Salgueiro

Mosteiro de São Vicente de Fora

  • Autores Originais:
  • Juan de Herrera ,
  • Filippo Terzi ,
  • Baltazar Álvares
  • (1629)

Um dos mais belos exemplos de arquitectura maneirista em Lisboa, pela sua escala e dimensões incomparáveis, este mosteiro é uma obra que tem início em 1582, no reinado de D. Filipe I, e que só quarenta anos mais tarde se viu concluída, já no reinado de D. Filipe III. De planta longitudinal e nave única, a igreja define-se numa sequência rítmica segundo a qual foram rasgadas pequenas capelas que comunicam entre si. Com um interior notável, merecem destaque os painéis de azulejaria com as fábulas de La Fontaine e o altar barroco. A fachada destaca-se pelas linhas sóbrias e depuradas que caracterizam a sua monumentalidade enquanto igreja com a designação de panteão-real. O antigo convento é hoje sede do Patriarcado de Lisboa e no seu interior encontra-se o Panteão da Família Real da Casa de Bragança e o Panteão dos Patriarcas. Com um núcleo museológico e uma secção dedicada à exposição dos Patriarcas de Lisboa, tem ainda os terraços, de onde é possível fruir uma panorâmica vista sobre a cidade e o rio Tejo.

Tipologia
Palácios e Conventos, Equipamentos

Fotografia
Não é permitido fotografar

Favoritos
Animação de Carregamento