Saltar para o conteúdo principal
Trienal de Arquitectura de Lisboa
© Nuno Cera
© Catarina Ribeiro
© Catarina Ribeiro

Mosteiro dos Jerónimos

  • Autores Originais:
  • Várias autorias
  • (séc. XVI)

  • Intervenções:
  • Várias autorias
  • (séc. XIX e XX)

O Real Mosteiro de Santa Maria de Belém, da Ordem de S. Jerónimo, foi fundado por D. Manuel I, em 1496, e começou a ser edificado em 1501-1502. Propósitos de afirmação política, de propaganda e glorificação assumem visibilidade na escala e na qualidade artística do projeto arquitetónico, assim como na raridade e magnificência das obras de arte com que o grandioso mosteiro foi sucessivamente enriquecido. Obedecendo a um princípio de marcada horizontalidade, a sua extensa fachada tem mais de 300 metros. A igreja e o claustro constituem uma das mais impressionantes realizações da arquitetura europeia do Gótico Final, marcado pelas soluções decorativas naturalistas características do “manuelino”. O local onde se erigiu, a antiga praia do Restelo, entre a cidade de Lisboa e a barra do Tejo, sofreu radicais transformações nos séculos XIX e XX. Na época, à sua importância estratégica – foi deste lugar que partiram Vasco da Gama e Pedro Álvares Cabral – acrescia a memória do Infante D. Henrique, fundador de um ermitério ou igreja que prestava assistência aos mareantes. Patrimonializado no século XIX, foi classificado Monumento Nacional, em 1907, e Património Mundial, pela UNESCO, em 1983.

Morada
Praça do Império
Obter Direcções

Transportes Públicos
Autocarro: 15E, 79B, 714, 727, 728, 729, 751

Tipologia
Palácios e Conventos

Fotografia
Permitido fotografar

Sábado e Domingo, 10h-19h (Visitas Livres)

Por voluntário
cada 45 minutos*
*excepto quando existe visita por especialista

Por especialista
Sábado, 10h por Patrícia Alho

Lotação
20

Favoritos
Animação de Carregamento