Saltar para o conteúdo principal
Trienal de Arquitectura de Lisboa
© Museu de Arte Popular

Museu de Arte Popular

  • Autores Originais:
  • João Simões ,
  • Veloso Reis Camelo
  • (1940)

  • Intervenções:
  • Jorge Segurado
  • (1948)

Lugar de encontro e diálogo de diversas áreas disciplinares, este museu é um documento vivo que colecciona a memória, projectando-a para a contemporaneidade. Foi da reformulação do antigo pavilhão da “Secção da Vida Popular”, criado para a Exposição do Mundo Português de 1940, que nasceu o Museu de Arte Popular, inaugurado em 1948. A adaptação a edifício museológico é um projecto de Jorge Segurado, em colaboração com o etnógrafo Francisco Martins Lage e com o artista Tomás de Mello. O processo de criação do museu contou ainda com a colaboração de uma extensa equipa de decoradores e pintores, resultando numa conjugação de elementos de gosto modernista, numa combinação com outros de estética mais tradicional. No exterior do edifício assinalam-se as composições em baixo-relevo que recriam cenas de temática rural, enquanto que no interior as diversas salas do museu retratam as regiões do País. A sua relevância patrimonial e histórica reside no conjunto arquitectónico, e também no importante acervo recolhido durante as Exposições Universais e iniciativas do Estado Novo, que actualmente se encontra no Museu de Etnologia exposto em reservas visitáveis.

Tipologia
Equipamentos

Fotografia
Não é permitido fotografar

Favoritos
Animação de Carregamento

Lisboa ao ouvido

O Open House Lisboa 2020 é feito de oito passeios sonoros distintos. Uma edição segura, para conhecer Lisboa de forma independente e guiada por oito personalidades da cultura.

Saber Mais