Saltar para o conteúdo principal
Trienal de Arquitectura de Lisboa

Pavilhão de Portugal

  • Autores Originais:
  • Álvaro Siza
  • (1998)

Ocupação prevista: MédiaOcupação prevista: Média

Projectado para acolher a representação portuguesa na Expo 98, o edifício foi pensado como um amplo espaço público ribeirinho. Imediatamente identificado pela elegância da sua cobertura com uma enorme lâmina curva em betão armado, apresenta dois corpos: a Praça Cerimonial, uma ampla área coberta, e um edifício de dois pisos e cave, estruturado em função de um pátio interior. Numa associação visual entre a terra e a água, a escala monumental do pavilhão remete a uma conjugação entre o traçado histórico e as linhas leves da modernidade. Álvaro Siza chegou a completar o projecto de adaptação para a sede do Conselho de Ministros, obra que nunca viria a ser realizada. Desde então, o edifício permanece por acabar e o seu destino indefinido. É Prémio Valmor em 1998, ex-aequo com o Pavilhão do Conhecimento, na mesma área.

Morada
Alameda dos Oceanos
Obter Direcções

Transportes Públicos
Autocarro: 708
Metro: Oriente

Tipologia
Equipamentos

Fotografia
Permitido fotografar

Sábado e Domingo 10h–13h30

Por voluntário
Cada 30 minutos

Lotação
Máximo 25 pessoas

Animação de Carregamento