Saltar para o conteúdo principal
Trienal de Arquitectura de Lisboa
© Pedro Vilela Lopes
© Ricardo Almeida

Rede de Metropolitano de Lisboa

  • Autores Originais:
  • Vários autores
  • (1959–2016)

Ocupação prevista: MédiaOcupação prevista: Média

Nas concepção e gestão dos espaços construídos da rede de metropolitano de Lisboa, podemos distinguir duas fases distintas: uma primeira, em que existe unidade, coerência e sistematização das soluções construtivas, dos materiais usados e das proporções espaciais entre todas as estações da rede; e uma segunda, na qual cada estação é um processo de encomenda, projecto e construção singular. O ecletismo que hoje podemos observar acompanhou os momentos de maior abrangência territorial da rede que se mantém sobretudo dentro dos limites administrativos da capital. A visita realiza-se em viagem, nas quatro linhas, entre estações, para identificarmos as várias fases de transformação e as qualidades arquitectónicas e artísticas mais relevantes. Entre estas, salientamos o acervo azulejar que vem sendo desenvolvido desde o projecto original.

Morada
Estação Parque (Avenida António Augusto de Aguiar); Estação Oriente (Avenida D. João II), Estação Telheiras (Rua Professor Francisco Gentil), Estação Lumiar (Rua Cordeiro Ferreira)
Obter Direcções

Transportes Públicos
Metro: Oriente, Lumiar, Telheiras, Parque

Tipologia
Infra-estruturas

Fotografia
Permitido fotografar

Sábado e Domingo 10h, 12h, 14h e 16h

Por voluntário
Sáb e Dom. às 10h Estação Parque, 12h Estação Oriente, 14h Estação Telheiras, 16h Estação Lumiar

Lotação
Máximo 25 pessoas

Favoritos
Animação de Carregamento