Saltar para o conteúdo principal
Trienal de Arquitectura de Lisboa
© Seminário de São Paulo de Almada
© Seminário de São Paulo de Almada
© Seminário de São Paulo de Almada

Seminário de São Paulo de Almada

  • Autores Originais:
  • Ordem dos Pregadores
  • (1569)

  • Intervenções:
  • Rodrigo Franco
  • (1761)

Debruçado sobre o Tejo, o Seminário ocupa um antigo convento Dominicano com mais de quatro séculos. Vítima do terramoto de 1755, a ampla igreja do mosteiro, de uma só nave e coberta por uma abóbada de berço, foi reconstruída entre 1760 e 1770, conservando o retábulo da capela-mor e os dois altares colaterais. A sacristia coberta pela abóbada de aresta e revestida por azulejos renascentistas sobreviveu ao terramoto. Com a extinção das ordens religiosas em 1834, o mosteiro e a quinta foram vendidos em hasta pública. Em 1934 voltam à posse da Igreja e o Patriarcado de Lisboa inicia obras para a instalação do seminário, transferindo uma importante colecção de azulejos, nomeadamente notáveis painéis retirados da nave da Sé de Lisboa e composições ornamentais de estilo brutesco que foram aplicadas nas salas de estudo e na Biblioteca do Convento. No pátio e na sala de refeitório foram aplicados quatro painéis com passagens da História de Tobias, do século XVII, atribuídos a Gabriel del Barco.

Morada
Rua D. Álvaro Abranches da Câmara, 1, Almada
Obter Direcções

Transportes Públicos
Autocarro: 101

Tipologia
Equipamentos

Fotografia
Permitido fotografar

Sábado 10h-13h / 14h-17h, Domingo 15h-17h

Por voluntário
1 por hora*
*excepto quando existe visita por especialista

Por especialista
Sábado, 10h por Pe. Rui Gouveia

Lotação
10

Favoritos
Animação de Carregamento