Saltar para o conteúdo principal
Trienal de Arquitectura de Lisboa
© Teatro Municipal Joaquim Benite
© Da Maia Nogueira
© Da Maia Nogueira

Teatro Municipal Joaquim Benite

  • Autores Originais:
  • Egas José Vieira ,
  • Manuel Graça Dias
  • (2006)

Este edifício inserido na malha urbana de um bairro dos anos 70, vulgarmente conhecido por Teatro Azul, contribuiu desde a sua inauguração em 2005 para a requalificação urbana desta zona da cidade. É integralmente revestido pela pastilha usada no revestimento das piscinas, mas também das fachadas dos edifícios vizinhos. A cor azul resultou da recepção inusitadamente calorosa do cliente face à apresentação da maquete em Roofmate azul. Além da sala principal, dispõe ainda de uma Sala Experimental e de uma Sala de Ensaios que reproduz as dimensões do palco principal, uma livraria, um ATL, uma Galeria de Exposições e uma Sala de Café-Concerto. O interior denso e complexo é clarificado por um conjunto de pátios que iluminam os percursos interiores. Na entrada do Teatro encontram-se as Máscaras, esculturas em bronze de José Aurélio e no interior elevam-se as pinturas Nove Cenas para Um Teatro, criadas por Pedro Calapez.

Morada
Avenida Professor Egas Moniz, Almada
Obter Direcções

Tipologia
Equipamentos

Fotografia
Permitido fotografar

Domingo, 14h-18h

Por especialista
pela Equipa do Teatro a cada 60 minutos

Acessíveis
Sábado
10h30 - Pessoas cegas ou com baixa visão
10h30 - Pessoas com deficiência intelectual

Lotação
8

Favoritos
Animação de Carregamento