Saltar para o conteúdo principal
Trienal de Arquitectura de Lisboa
© Catarina Ribeiro

As Águas Invisíveis do Mosteiro dos Jerónimos

Conferência

Sábado 11h30  Plus

Ocupação prevista: BaixaOcupação prevista: Baixa · Marcações

A água era um elemento fundamental na vida do mosteiro e nos seus espaços entretanto transformados. Consegue imaginar o Claustro do Mosteiro dos Jerónimos, o seu espaço central, ocupado por um grande tanque, profundo e quadrado? Detrás do monumental edifício existia a cerca, uma grande propriedade murada, que ocupava a encosta do Restelo, onde existiam campos agrícolas, hortas, pomares, pedreiras, capelas e “águas invisíveis”. Contudo, com a urbanização destes terrenos durante o século XX, essas referências monásticas aparentemente desapareceram.

Conferencista Fernando Teigão Santos

Favoritos
Animação de Carregamento