MENU
PTEN
Trienal de Arquitectura de Lisboa

A Noite da Literatura Europeia regressa a Lisboa em formato presencial. Os livros ganham vida no fim de tarde e noite de sábado, 4 de Junho de 2022, com ficção, poesia, teatro e banda desenhada a tomar conta do Campo de Santa Clara. Com organização da Representação da Comissão Europeia em Portugal, juntamente com a EUNIC Portugal, a 10.ª edição deste evento integra as Festas de Lisboa, em parceria com a EGEAC e a Junta de Freguesia de São Vicente. Com entrada livre, este serão literário transforma a capital numa babel europeia, com a apresentação de obras de treze países, onde se destaca a estreia da Estónia.

A sessão de abertura revive os pontos altos dos dez anos de literatura à solta por Lisboa, às 18:15 no Mercado de Santa Clara. Seguem-se leituras em língua portuguesa de excertos de obras de 13 países europeus, da ficção à poesia, do ensaio à banda desenhada, do teatro à memória autobiográfica, por outros tantos actores e actrizes.

Sessões no Palácio Sinel de Cordes

(das 19:00 às 23:30, com repetição a cada 30 minutos)

Espanha (Pátio e Sala Norte)

Do país vizinho chega-nos um ensaio extraordinário e original desta escritora e filóloga, focado na história do livro desde o seu nascimento no mundo antigo.

Autora: Irene Vallejo

Obra: O Infinito num Junco

Interpretação: Pedro Saavedra

França (Sala Poente)

A nona arte está representada no evento com esta banda desenhada que enfrenta com delicadeza algumas temáticas sociais de grande actualidade, como os estereótipos de género, a sexualidade e a discriminação.

Autores: Hubert (Boulard) e Zanzim (Frédéric Leutelier)

Obra: Peau d'Homme

Interpretação: Cátia Tomé

Portugal (Salão Nobre)

O país anfitrião é representado pelo primeiro livro de narrativa da autora, uma obra surpreendente que reúne histórias breves, um caleidoscópio de imagens, lugares, referências e personagens, inspiradas pela realidade e ancoradas na imaginação.

Autora: Matilde Campilho (presente no evento)

Obra: Flecha

Interpretação: Rita Cabaço


Para além do Palácio Sinel de Cordes, as leituras decorrem também no Panteão Nacional, no Convento do Desagravo, onde se encontra a Escola Básica de Santa Clara, no Pólo Cultural da Junta de Freguesia de São Vicente e na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, entre outros. Algumas com a presença das autorias, têm uma duração de 10 a 15 minutos, e repetem-se a cada trinta minutos, dando ao público a possibilidade de visitar os diversos espaços e assistir a várias sessões desta Noite da Literatura Europeia.