MENU
PTEN
Trienal de Arquitectura de Lisboa

Prémio Début Trienal de Lisboa Millennium bcp

Data
29 SET 2022 - 05 DEZ 2022
Local
Vários espaços na cidade
Edição
Equipa
Equipa Curatorial: Cristina Veríssimo, Diogo Burnay, Anastassia Smirnova, Jose Pablo Ambrosi & Loreta Castro Reguera, Pamela Prado & Pedro Ignacio Alonso, Tau Tavengwa & Vyjayanthi Rao.
Co-Produção
CCB/Garagem Sul, Culturgest, Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação EDP/MAAT, Fundação Millennium bcp/MNAC - Museu Nacional de Arte Contemporânea

Alertas

Alertas

1.Sobre

Pela quarta vez, a Trienal de Arquitectura de Lisboa apresenta o Prémio Début direccionado a uma pessoa ou atelier a exercer arquitectura em início de carreira, de forma a celebrar o seu trabalho e impulsionar a sua carreira.

As candidaturas, em nome individual ou colectivo, serão avaliadas por um júri internacional. Um grupo de nomeação, constituído por pessoas influentes de Portugal e de outras partes do mundo, irá também sugerir outros ateliers que serão convidados a apresentar candidaturas, para além das submissões por iniciativa própria.

Com esta edição do Prémio Début contamos apoiar novas vozes e formas de prática da arquitectura. Também esperamos que o prémio contribua para o crescimento intelectual e profissional destas novas autorias num momento crucial e numa fase de transformação das suas carreiras.

2.Elegibilidade

2.1. Este concurso é aberto a praticantes de arquitectura até aos 35 (trinta e cinco) anos de idade, ou a qualquer atelier de arquitectura com uma média de idades até 35 (trinta e cinco) anos, até 28 de Fevereiro de 2022. Só será aceite uma candidatura por concorrente.

2.2. Ao candidatar-se colectivamente, o grupo deverá estar a trabalhar em conjunto de forma regular. Cada trabalho apresentado deve ser da autoria de pelo menos 2/3 (dois terços) dos elementos do grupo que se está a candidatar. Ao candidatar-se individualmente, os projectos apresentados deverão ser única e exclusivamente de sua autoria.

2.3. O prémio será atribuído a uma pessoa, em caso de candidatura individual, ou a um atelier, em caso de candidatura colectiva. O prémio não será atribuído a um grupo de nomes individuais.

3. Prémio

O prémio de 10.000,00 € (dez mil Euros) será atribuído à pessoa, ou atelier de arquitectura, seleccionada pelo júri. Serão também mencionados honrosamente 10 (dez) nomes.

4. Conferência

4.1. A Trienal de Arquitectura de Lisboa irá organizar e promover uma conferência, a decorrer durante a semana inaugural (29 de Setembro a 1 de Outubro de 2022), num auditório da capital portuguesa, com quem vencer o Prémio Début. A Trienal de Arquitectura de Lisboa será responsável pelas despesas de viagem e alojamento de pelo menos 1 (uma) pessoa. A organização irá oportunamente confirmar a data e local exactos.

4.2. Quem se candidata concorda também em proferir uma conferência sobre o seu trabalho sem que lhe seja devida alguma compensação. 

5. Júri

A anunciar brevemente.

6.Datas

Data limite de candidatura:
28 de Fevereiro de 2022 (23h59, hora de Lisboa)

Anúncio de shortlist: 

Até 31 de Julho de 2022

Anúncio de Vencedora/Vencedor e Conferência Prémio Début:
durante os dias inaugurais (29 de Setembro a 1 de Outubro de 2022). Data, hora e local exactos a anunciar.

7. Direito de utilização e publicação de candidaturas

Ao submeter a candidatura, a pessoa ou atelier proponente concorda que o seu trabalho seja usado em materiais promocionais relacionados com a Trienal de Lisboa, excepto quando indicado, sem prejuízo dos respectivos direitos de autor e de propriedade intelectual. A Trienal de Lisboa irá creditar a autoria de quaisquer materiais (texto ou imagem) utilizados.

8. Direitos de autor/a e de propriedade

Todo o trabalho submetido terá de ser trabalho original de quem se candidata. É da inteira responsabilidade de quem se candidata assegurar que o trabalho apresentado não infringe os direitos de propriedade intelectual de terceiros, incluindo, mas não limitado a, direitos de autoria, marca registada ou direitos sobre o design.

9. Taxa de inscrição

Não há taxa de inscrição.

10. Idioma

Todos os textos deverão ser escritos em inglês.

11. Entrega de candidaturas

11.1 Formulário

As candidaturas deverão ser única e exclusivamente submetidas digitalmente através de formulário online disponibilizado em breve.

Candidaturas enviadas por email, correio ou por qualquer outra via não serão aceites

11.2 Dados de identificação
11.2.1 Proponente

  • Nome (proponente individual ou atelier)
  • País
  • Idade da pessoa proponente/média de idades do atelier
  • Biografia resumida
  • Website (facultativo)

11.2.2 Pessoa de contacto

  • Nome da pessoa de contacto
  • Morada
  • E-mail
  • Telefone

11.3 Documentos obrigatórios
11.3.1 Comprovativo de idade

A pessoa proponente deverá entregar um comprovativo de idade através da digitalização do passaporte ou documento de identidade nacional. No caso de um atelier, todos os membros deverão facultar o referido comprovativo. Esta informação deverá ser enviada num único ficheiro em formato PDF (máx. 1 Mb).

O concurso internacional está aberto a praticantes de arquitectura até aos 35 (trinta e cinco) anos de idade, ou a qualquer atelier de arquitectura com uma média de idades até 35 (trinta e cinco).

11.3.2 Declaração
A declaração da pessoa proponente deverá ser escrita no formulário online, no campo Statement, e repetida na segunda página da "Apresentação" (ver ponto 11.3.4). O «Statement» é uma carta de intenções, isto é, uma curta declaração sobre as razões da candidatura.

11.3.3 Cartas de recomendação

A pessoa proponente deverá submeter 2 (duas) cartas de recomendação, cada uma com a seguinte informação sobre a pessoa que faz a referência:

  • Nome
  • Relação com a/o proponente
  • Telefone
  • E-mail

Ambas as cartas de recomendação deverão ser escritas em inglês, ou caso seja impossível, deverá fazer acompanhar a carta escrita noutro idioma pela sua tradução em inglês. As cartas deverão estar assinadas e terão de ser submetidas separadas em formato PDF (máx. 500 KB cada), respectivamente nas secções "Reference 1" e "Reference 2" do formulário. As cartas de recomendação não podem fazer parte do PDF de "Apresentação" (ponto 11.3.4).

11.3.4 Apresentação
A pessoa proponente deverá submeter uma apresentação em PDF, ao baixo, até 6MB num único ficheiro, composto por:

Capa: com a informação referida em "Pessoa de contacto" (ponto 11.2.2) e, no caso de um atelier, a mesma informação para todos os membros da equipa.

  • Capa: com a informação referida em "Pessoa de contacto" (ponto 11.2.2) e, no caso de um atelier, a mesma informação para todos os membros da equipa.
  • Segunda página: deverá apresentar a "Declaração" da pessoa proponente (como no ponto 11.3.2)
  • Páginas seguintes: um a três (no máximo) projecto(s)-chave que ilustrem a sua abordagem e prática, com textos, fotografias, desenhos, diagramas, renderings, colagens ou outras visualizações, com créditos sempre que necessário. Os projectos a incluir deverão ser trabalhos da fase profissional do percurso da pessoa proponente e não projectos elaborados durante o período de estudo. Isto é, deverão ser trabalhos desenvolvidos enquanto profissional de arquitectura e não enquanto estudante de arquitectura. Cabe ao proponente a livre escolha dos projectos apresentados, não existindo por parte da Trienal de Lisboa qualquer linha orientadora.

O júri terá acesso às candidaturas na sua versão digital com visionamento em ecrãs, não existindo formato de dimensão obrigatória. Sugerimos apresentar a candidatura em ISO A4 como formato mais aproximado da dimensão de um comum ecrã de portátil.

Não existe limite de páginas.

12. Restrições

12.1. Está interdita a participação de proponentes aos quais se apliquem as seguintes restrições:

  • Proponentes com ligação ou que tenham tido uma relação privilegiada (pessoal ou profissional) com algum dos membros do júri;
  • Pessoas empregadas da Associação Trienal de Lisboa, a sua equipa executiva, órgãos sociais, parceiros, e patrocinadores actuais.

12.2. A falta de algum dos documentos listados em "Documentos obrigatórios" (ponto 11.3) é motivo para exclusão deste concurso.

13. Confidencialidade

A Trienal de Arquitectura de Lisboa fará o tratamento da informação, referências e documentos de identificação submetidos como confidenciais e não os irá revelar a terceiros sem o consentimento do candidato.

14. Questões

14.1. Este conjunto de projectos integra a 6.ª edição da Trienal de Arquitectura de Lisboa. Toda a documentação está disponível em formato bilingue [PT/EN] através do website da Trienal de Lisboa, no espaço das Open Calls, local oficial para consulta do processo: trienaldelisboa.com/open-calls-pt

14.2. Todos os esclarecimentos e dúvidas sobre a interpretação do presente regulamento, bem como outras questões, deverão ser submetidas à organização através do e-mail debut@trienaldelisboa.com, dentro do prazo definido no calendário desta chamada.

14.3. A Trienal de Lisboa tornará pública, através do seu site, no espaço das Open Calls, a lista de FAQ’s.

15. Disposições finais

A Trienal de Arquitectura de Lisboa reserva-se o direito de alterar o presente regulamento, comprometendo-se a divulgar essas alterações pelos mesmos meios utilizados na divulgação do regulamento original.

16.Formulário

O formulário online será disponibilizado em breve.