MENU
PTEN
Trienal de Arquitectura de Lisboa

A Poética da Razão revisitada

A Poética da Razão, que aconteceu entre 3 de Outubro e 2 de Dezembro de 2019, foi a 5ªedição da Trienal de Arquitectura de Lisboa. Dois meses de uma intensa viagem que colocou a cidade no mapa dos grandes eventos internacionais de arquitectura e registou uma adesão que ultrapassou os 92 mil visitantes, superando as nossas melhores expectativas perante o novo paradigma de entrada paga.


Durante 61 dias, os principais museus da cidade receberam as cinco exposições centrais, para a edição com o programa mais extenso de sempre. Marcou-se presença nos seus mais variados pontos da cidade, de Ocidente a Oriente, em museus tais como o MAAT, com Economia de Meios por Éric Lapierre; o CCB - Garagem Sul, com Agricultura e Arquitectura: Do Lado do Campo, de Sébastien Marot; no Museu Nacional de Arte Contemporânea (MNAC), Espaço Interior curado pela dupla Mariabruna Fabrizi e Fosco Lucarelli; O que é o Ornamento? de Ambra Fabi e Giovanni Piovene, na Culturgest e, por fim, no Palácio Sinel de Cordes, onde se instalou Beleza Natural, de Laurent esmilaire e Tristan Chadney. A necessidade de amplitude adensou-se perante a escolha de um tema transversal e a profundidade das questões a que nos propusemos expor.

Agricultura e Arquitectura: Do Lado do Campo © Hugo David


O elo de ligação desta ampla pesquisa foi o meio académico, sendo toda a equipa curatorial das exposições professores na escola francesa École National Supérieur d’Architecture de la ville & des territoires de Paris-Est que alavancou um alargado trabalho de pesquisa, redesenho de plantas e criação de maquetas. As cooperações internacionais alargaram-se ainda a outras instituições académicas como o Piet Zwart Institute (cidade), MIARD (cidade) e a escola suíça EPFL.

A diversidade do programa, passou também pela integração de dez Projectos Associados, que aconteceram em diferentes momentos da edição, de que é exemplo a criação de um ginásio público que agora permanece no bairro Portugal Novo (Caixas de Boxe), a instalação que questionou a vida num convento em Caxias (Um Certo Tipo de Vida). Debates, exposições e simpósios, concebidos por equipas internacionais, foram os formatos dos projectos Building 101, Fogo Island, Art on Display, Ensaios Domésticos, Realidades Artificiais, Alvalade Revisitada, Dimensões Escondidas, e Espaço Falso.

Jogo da Lógica para o Equilíbrio - Julio Gotor Valcárcel © Hugo David


Para um alargamento de público, o serviço educativo implementou um programa de actividade como forma de chegar a escolas, profissionais da área ou simples curiosidade. Numa abordagem didática multifacetada, apelou-se à participação de vários grupos etários. As actividades foram desenvolvidas em parceria com as instituições onde residiram as exposições, e reuniram especialistas de vários quadrantes da cultural incluindo pessoas arquitectas seleccionadas a partir de um open call internacional apoiado pela união Europeia. Como resultado desta selecção, cada emergente concebeu e implementou uma actividade relacionada com um dos temas das cinco exposições nucleares. A escolha recaiu nos italianos Forum for Architecture Theory (F.A.T), Klodiana Millona da Albânia, o espanhol Julio Gotor Valcárcel, o colectivo belga Traumnovelle e a italiana Lodovica Guarnieri, baseada na Holanda.

Da Trienal 2016, para esta, em 2019, o papel dos co-produtores viu-se reforçado tal como os parceiros e fundos internacionais cresceram. Ao todo, 48 entidades e instituições das mais variadas proveniências juntaram-se a esta aventura e contribuíram para pôr de pé um programa plural que promove a difusão da cultura arquitectónica além fronteiras. Agregado a todas estas iniciativas, a nova identidade visual deste fórum foi uma das fortes apostas da Trienal, que elege a letra T como protagonista principal e elo de ligação dos diferentes materiais. O uso de cores fortes e na forma como esta linguagem, da autoria do designer Marco Balesteros do atelier Letra, teve um impacto positivo na receptividade do público ao evento.

Inauguração da exposição Natural Beauty © Hugo David


Para terminar a 5ª edição as Talk, Talk, Talk reuniram convidados, os curadores e o público geral em três dias de debate intenso, num formato original que deu espaço à participação activa da audiência no confronto de ideias Estas apresentações e debates, que aconteceram na Fundação Calouste Gulbenkian desdobrado em 4 sessões alusivas às exposições centrais, foram seguidas de um debate público que chamou quem marcou presença a expor as suas ideias, num contacto directo com artistas, activistas, investigadores mediado pela equipa curatorial das exposições.

Jogo da Lógica para o Equilíbrio - Julio Gotor Valcárcel © Hugo David


A Poética da Razão revelou-se uma edição heterogénea, contemplando perspectivas de diferentes, todas relevante para uma reflexão de fundo sobre a arquitectura e o seu futuro. Estamos entretanto a desenhar uma itinerância europeia de exposições que arranca com uma primeira apresentação de Agricultura e Arquitectura: Do Lado do Campo na galeria Archizoom, situada no Campus universitário da EPFL a qual tem realizado um programa de exposições e conferências pluridisciplinar em torno da paisagem construída e da sua relação com a cultura e a sociedade. A colecção de livros de bolso, que foi publicada com a editora sediada em Barcelona, Poligrafa, vai agora alargar a sua distribuição ao circuito internacional de livrarias especializadas. Queremos ainda agradecer a todas as pessoas que contribuíram de forma directa e indirecta nesta Trienal 2019.

E é no futuro que nos voltamos a encontrar, outra vez, para mais uma Trienal. Até 2022!