Saltar para o conteúdo principal
Trienal de Arquitectura de Lisboa
© Anabela Luís
© CMA
© CMA

Antigo Presídio da Trafaria

  • Autores Originais:
  • Várias autorias
  • (séc. XVII, XVIII, XIX e XX)

  • Intervenções:
  • vmsa arquitectos
  • (em curso)

O Antigo Presídio da Trafaria remonta ao século XVI, quando aqui foi implantado o primeiro Lazareto. Após a sua transferência para o Porto Brandão, funcionou como presídio militar das guerras liberais, passando por várias funções, desde seca de bacalhau, fábrica de guano, viveiro e armazém das Galeotas Reais. Durante a implantação da República recebe os primeiros prisioneiros e durante o Estado Novo, e após o 25 de Abril, presos por delito comum, presos políticos e opositores ao regime. O conjunto edificado desenvolve-se em redor de um jardim pontuado por dois enormes dragoeiros e é composto a nascente pelas cozinhas e refeitório, a sul a ala prisional e a norte o destacamento, prisões de oficiais, enfermarias e a capela de Nossa Senhora da Saúde. Adquirido pela Câmara Municipal de Almada em 2000, tem sido utilizado para eventos culturais por diversas associações locais. Está em curso a recuperação do conjunto com a ocupação pelo Instituto de Artes e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, apostando na formação qualificada e investigação de base laboratorial orientada para o desenvolvimento de projectos de investigação, criação e produção em diferentes áreas artísticas com componente tecnológica.

Morada
Praceta do Porto de Lisboa, Trafaria
Obter Direcções

Transportes Públicos
Autocarro: 117, 125

Tipologia
Infra-estruturas

Fotografia
Permitido fotografar

Sábado e Domingo, 10h-18h

Por voluntário
1 por hora

Lotação
10

Favoritos
Animação de Carregamento