Saltar para o conteúdo principal
Trienal de Arquitectura de Lisboa
© Hugo Santos Silva

Galeria Avenida da Índia

  • Autores Originais:
  • Várias autorias
  • (séc. XIX)

  • Intervenções:
  • Gabinete de Obras da EGEAC
  • (2015)

Ocupação prevista: BaixaOcupação prevista: Baixa

Situada no Bom Sucesso, em Belém, assim denominado devido ao convento homónimo, faz parte de um conjunto urbano industrial. Por volta de 1820, instalou-se aqui a Nacional Fábrica de Máquinas a Vapor, mais tarde Fábrica de Moagem do Bom Sucesso. Nos anos 20, as infra-estruturas fabris passam para a Companhia Industrial de Portugal e Colónias, que nelas opera durante mais de uma década, quando são adquiridas pelo Município. Na sequência de um incêndio em 1972 nos ateliers do velho Pavilhão da Independência da Exposição do Mundo Português, vários artistas mudam-se para o antigo bloco de armazéns. Em 2001, a Câmara Municipal estabelece um acordo com o escultor Lagoa Henriques, figura tutelar, para a criação de um atelier-museu no armazém B, onde funciona actualmente a galeria.

Morada
Avenida da Índia, 170
Obter Direcções

Transportes Públicos
Autocarro: 15E, 729, 79B

Tipologia
Equipamentos

Acessibilidade
Parcial

Fotografia
Permitido fotografar

Sábado e Domingo 10h — 13h / 14h — 18h (Visitas Livres)

Por voluntário
a cada 30 minutos*
*excepto quando existe visita por especialista

Por especialista
Sábado e Domingo, 15h e 16h por Daniel Peres (equipa de Mediação das Galerias Municipais)

Acessíveis
Material táctil disponível

Lotação
25

Favoritos
Animação de Carregamento