Saltar para o conteúdo principal
Trienal de Arquitectura de Lisboa

Hospital Júlio de Matos

  • Autores Originais:
  • Carlos C.Ramos ,
  • Leonel Gaia
  • (1942)

Ocupação prevista: MédiaOcupação prevista: Média

As primeiras plantas do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa (CHPL) datam de 1913, sendo da autoria do professor Júlio de Matos, do engenheiro Luiz de Melo e do arquitecto Leonel Gaia. A sua construção demoraria três décadas a estar concluída, sendo 1933 o ano do alargamento da zona a construir e da contratação do arquitecto Carlos Chambers Ramos e do engenheiro Leote Tavares, que trabalhariam para a conclusão da obra. É entre 1942 e 1943 que se concretizará o projecto de enquadramento paisagístico e arruamentos, da autoria do paisagista Francisco Caldeira Cabral e do botânico e silvicultor Mário de Azevedo Gomes. Os equipamentos finais tiveram ainda o contributo do arquitecto Raul Lino. O hospital é resultado da doação em testamento do terreno, por António Higino Salgado de Araújo, que sensibilizado por Júlio de Matos durante a sua estadia no Hospital Miguel Bombarda, resolveu contribuir para a realização das condições necessárias para um hospital moderno. Aqui se realizaram algumas cirurgias de lobotomia pré-frontal no seguimento do trabalho do Nobel professor Egas Moniz. O hospital é um projecto muito ambicioso no sentido do melhoramento das condições da medicina psiquiátrica em Portugal.

Morada
Av do Brasil, 53
Obter Direcções

Transportes Públicos
Autocarro: 717, 731, 750, 783
Metro: Alvalade

Tipologia
Equipamentos

Fotografia
Não é permitido fotografar

Sábado e Domingo 10h–12h / 14h–16h

Por voluntário
1 por hora*
*excepto quando existe visita por especialista

Por especialista
Sábado às 10h por Ana Paula Correia e às 11h por Filipe Graça

Lotação
Máximo 25 pessoas

Animação de Carregamento