Saltar para o conteúdo principal
Trienal de Arquitectura de Lisboa
© Hugo David

Torre nos Olivais Norte

  • Autores Originais:
  • António Pinto Freitas ,
  • Nuno Portas ,
  • Nuno Teotónio Pereira
  • (1958)

Ocupação prevista: BaixaOcupação prevista: Baixa

A importância deste edifício revela-se quando recebe o Prémio Valmor em 1968, pela primeira vez atribuído a uma obra de carácter social. O urbanismo dos Olivais Norte promoveu a organização de grandes blocos “soltos” num verde quase natural, bem como a qualidade do projecto dos espaços exteriores, de Ponce Dentinho. A ideia era de que a grande dimensão de zonas verdes residenciais permitisse dispor os edifícios em total relação com o movimento aparente do Sol, integrando os vários tipos de tráfego (peões e veículos) e, provavelmente a mais importante, a promoção da integração harmonizada de diversos grupos sociais. As torres constituem um exemplo de aliança entre riqueza formal e conjugação de arte na arquitectura e no espaço. A integração pormenorizada e paisagística, promove a convivialidade e a representatividade nos espaços comuns e, além disso, os espaços domésticos são orgânicos e adaptáveis. A ideia era dar uma certa dignidade ao ambiente das construções económicas, quer pela largueza dos espaços de acesso, quer pelo tratamento artístico.

Morada
Rua General Silva Freire, 55
Obter Direcções

Transportes Públicos
Autocarro: 29B, 759, 779
Metro: Encarnação

Tipologia
Habitação

Fotografia
Não é permitido fotografar

Domingo 16h e 17h

Por especialista
João Afonso

Lotação
Máximo 30 pessoas

Animação de Carregamento