Saltar para o conteúdo principal
Trienal de Arquitectura de Lisboa
© Fundação José Saramago

Casa dos Bicos — Fundação José Saramago

  • Autores Originais:
  • Francisco de Arruda
  • (1523)

  • Intervenções:
  • José Daniel Santa-Rita ,
  • Manuel Vicente
  • (1981)
  • João Santa-Rita
  • (2011)

Fora do Roteiro Actual

Na zona ribeirinha do Campo das Cebolas, integrada entre o antigo assentamento de Alfama e o regular plano da Baixa Pombalina, a Casa dos Bicos foi construída por Brás de Albuquerque, filho do primeiro Vice-Rei da Índia. É conhecida pela fachada singular revestida por uma malha de ‘pontas de diamante’, comummente designadas de ‘bicos’, inspirada em modelos renascentistas italianos. O terramoto de 1755 deixou-a bastante degradada e, mais tarde, depois de uma reconstrução parcial, albergou um comércio de bacalhau até ao séc. XX. Em 1983, por ocasião da XVII Exposição Europeia de Artes, Ciência e Cultura, Manuel Vicente e Daniel Santa-Rita recuperam a volumetria global e propõem, a partir de documentação histórica, um ensaio sobre a memória daquilo que havia desaparecido. Sujeita entretanto a obras de recuperação, alberga a Fundação José Saramago e um núcleo arqueológico.

#Edifício

Morada
Avenida António José de Almeida, 42
Obter Direcções

Transportes Públicos
Autocarro: 12E, 15E, 28E, 714, 728, 732, 759, 760, 794
Metro: Terreiro do Paço

Tipologia
Equipamentos

Fotografia
Permitido fotografar

Favoritos
Animação de Carregamento